Make your own free website on Tripod.com

 

Home
Sintomas comuns 
Patologias comuns
Cirurgias
Clipping
Fale Conosco
 
 
 
 
 
Ronco
  Quarenta e cinco por cento da população de adultos normais roncam pelo menos, ocasionalmente e 25% por cento são roncadores habituais. O ronco patológico é mais freqüente em homens e pessoas com sobrepeso ou obesas, e geralmente piora com a idade.

  Mais de 300 aparelhos são patenteados nos EUA como aparelhos que curam o ronco. Alguns são uma variação de uma idéia antiga de costurar  uma meia que contém uma bola de tênis no bolso no pijama do roncador para forçá-lo a dormir de lado (o ronco é geralmente agravado quando a pessoa dorme de costas).  Alguns aparelhos reposicionam a mandíbula para frente; alguns abrem a passagem de ar do nariz; alguns aparelhos foram desenvolvidos para condicionar a pessoa a não roncar produzindo um estímulo irritante quando a pessoa ronca. Mas a   verdade é que se você ronca, esta situação está fora do seu controle. Se aparelhos anti-roncos funcionam é porque eles impedem o sono tranqüilo

O que causa o ronco?

  O som do ronco ocorre quando existe uma obstrução no fluxo livre de ar pela passagem na parte de trás da boca e do nariz. Esta região é a região que pode colapsar da via aérea (veja a ilustração) onde a língua e a parte superior da garganta se encontra com o palato mole e úvula. O ronco ocorre quando estas estruturas se chocam uma contra as outras e vibram durante a respiração.

As pessoas que roncam podem sofrer  de:

  •  Diminuição do tono muscular na língua e na garganta: quando os músculos estão muito relaxados, tanto pelo álcool ou por uso de medicações que causam sonolência, a língua cai para trás na via aérea u os músculos da garganta caem para dentro dos lados na via aérea.  Isto ocorre durante o sono.
  • Volume excessivo dos tecidos da garganta: Crianças com amígdalas ou adenóides volumosas freqüentemente roncam. Pessoas com sobrepeso ou obesas também possuem aumento do volume dos tecidos do pescoço . De maneira mais rara tumores ou cistos também podem causar aumento do volume dos tecidos da garganta.
  • Palato mole ou úvula alongada: Um palato mole longo diminui a abertura do nariz para a garganta. Quando estes tecidos balançam (por estarem pendentes) funcionam como uma válvula durante a respiração relaxada. Uma úvula longa piora este aspecto ainda mais.
  • Obstrução Nasal:  Um nariz congestionado ou trancado requer um esforço extra para a passagem do ar. Isto cria um vácuo exagerado na garganta, e puxa os tecidos moles um de encontro ao outro, funcionam  como  uma válvula causando o ronco. Desta maneira o ronco ocorre apenas durante a a primavera (fatores alérgicos) ou nos períodos de gripe ou sinusites.

Deformidades nasais ou do septo nasal, tais como desvios de septo podem da mesma maneira causar obstrução.

O ronco é sério?

  Socialmente, sim! Principalmente quando causa ao roncador constrangimento e perturba o sono de outras pessoas.

  Pelo aspecto médico também! O ronco causa um distúrbio nos padrões de sono e priva o roncador de um descanso adequado.  Quando o ronco é severo, pode causar problemas a longo prazo, incluindo síndrome da apnéia obstrutiva do sono.

Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono

  Quando um ronco forte é interrompido por episódios freqüentes de paradas da respiração, isto é conhecido como apnéia obstrutiva do sono. Episódios mais sérios duram cerca de 10 segundos cada e ocorrem mais de 7 vezes por hora. pacientes com Síndrome da Apnéia Obstrutiva podem sofrem 30 a 300 eventos de apnéia por noite. Estes episódios podem reduzir  os níveis sanguíneos de oxigênio, levando  o coração a bater mais forte.

  O efeito imediato da apnéia  do sono é que o roncador deve dormir superficialmente e manter os músculos contraídos de maneira que mantenha a via aérea livre até os pulmões. Porque o roncador não possui um bom sono, ele pode ficar sonolento durante o dia, o que pode comprometer o rendimento no trabalho e ser um perigo quando o roncador sonolento dirige ou opera um equipamento que exija atenção. Após muitos anos com esta desordem, pressão elevada e aumento cardíaco podem ocorrer.

Roncadores graves podem ser curados?

  Roncadores pesados, aqueles que roncam em qualquer posição ou são incômodos para a família, devem procurar orientação médica para garantir que não ocorre um problema de apnéia do sono. Um otorrinolaringologista irá proporcionar uma avaliação do nariz, boca, garganta, palato e pescoço. Um estudo do sono em um ambiente adequado é necessário para determinar qual a intensidade do ronco e a relação na saúde do roncador.

Tratamento:

  O tratamento depende do diagnóstico. História clínica e exame físico vão revelar se o ronco é causado por alergia nasal, infecção. deformidade ou por aumento de amígdalas e adenóides.

  O ronco ou a síndrome da apnéia obstrutiva do sono podem responder a vários tipos de tratamento, oferecidos pelo otorrinolaringologista.

  • Úvulopalatofaringoplastia (UPFP) é a  cirurgia para o tratamento da apnéia obstrutiva do sono. Visa retirar tecidos moles que vibram no palato e na garganta, e aumenta a passagem de ar.
  • Palatoplastia por ablação térmica (PAT) refere a procedimentos ou técnicas que tratam o ronco e várias delas são usadas para tratar alguns dos graus de severidade da síndrome da apnéia obstrutiva do sono. Há vários tipos de PAT dentre eles cautério bipolar, laser e radiofreqüência. A Úvulopalatoplastia assistida a Laser (LAUP) trata o ronco e síndrome de apnéia obstrutiva do sono moderada  removendo o tecido que está fazendo obstrução da via aérea. O laser é usado para vaporizar a úvula e porções específicas do palato, em uma série de pequenos procedimentos no consultório médico sob anestesia local. Ablação por radiofreqüência - algumas com controle de temperatura aprovado pelo FDA - utilizam um eletrodo-agulha para emitir energia e diminuir o excesso de tecido da via aérea superior incluindo o palato e a úvula (para o ronco) e  base de língua (para a síndrome da apnéia) e cornetos nasais (para a obstrução nasal crônica).
  • Avanço Genioglosso e de Hióide é o procedimento cirúrgico para o tratamento da apnéia obstrutiva do sono. Previne o colapso da parte inferior da garganta e puxa a musculatura da língua para frente, desta forma abrindo a via aérea obstruída.

  Se a cirurgia é muito arriscada ou não desejada, o paciente pode dormir toda a noite com uma máscara nasal que oferece uma pressão de ar na garganta, isto é chamado de Pressão Positiva Contínua na Via Aérea (ou em inglês - CPAP)

  Uma criança roncadora crônica deve ser examinada em busca de um problema nas amígdalas e adenóides. Adenoidectomia ou amigdalectomia podem ser os procedimentos necessários para a recuperação plena.

Ajuda para o roncador leve

  Adultos que sofrem de ronco ocasional ou leve devem tentar seguir as seguintes orientações:

  • Adotar um estilo de vida saudável com exercícios físicos moderados e constantes para desenvolver a firmeza da musculatura da garganta e perder peso.
  • Evitar tranqüilizantes, comprimidos para dormir e anti-histamínicos antes de dormir.
  • Evitar álcool por pelo menos 4 horas e refeição pesada ou lanche por 3 horas antes de dormir.
  • Estabelecer um padrão regular de sono (hora, local, silêncio, colchão, travesseiro, etc.).
  • Dormir de preferência de lado.
  • Elevar a cabeceira da cama para cima 6 cm.

Lembrem-se, ronco significa respiração obstruída e a obstrução pode ser séria. Não é engraçado nem intratável.

 

Texto baseado no artigo de informação ao paciente da Academia Americana de Otorrinolaringologia

 

 

PROF DR VINICIUS RIBAS FONSECA 

Obrigado por nos prestigiar com sua visita.